13 anos!
Home
InstitucionalServiços OnlineLegislaçãoFotosMapasImprensaFale Conosco
DML
DI
DC
Laboratório
DPI
AgendamentoCI
Compras
Documentos
Contratação Emergencial 2013
Promoções IGP
Concurso 2008
Seminário 15 Anos
Telefones úteis do IGP
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Banco Nacional do Desenvolvimento
Site do Sistema de Informação ao Cidadão

Revistas do IGP

 Revista do IGP nº3

 

 

Missão e Visão de Futuro
 .
Seminário Mulheres e a Segurança Pública
.
Consulta SPI
.
 Portal do Servidor - RHE
.
Expresso
.
Banrisul
.
Consultas Integradas
.

Cursos de Ensino à Distância

190

Disque Denúncia

Caxias do Sul recebe Patrulha Maria da Penha e Sala Lilás para combate à violência contra a mulher

Caxias do Sul recebe dois dos principais projetos da Secretaria da Segurança Pública (SSP) Imageno combate à violência contra a mulher. A partir desta quarta-feira (20), o município passa a contar com a Patrulha Maria da Penha e a Sala Lilás.
A Patrulha Maria da Penha, que utiliza viatura identificada e policiais militares capacitados, fiscaliza o cumprimento da Medida Protetiva de Urgência - determinada pela Justiça, que assegura a distância do agressor em relação à vítima. Os policiais fazem visitas regulares à casa da vítimia e também monitoram o agressor. Quando necessário, a mulher é encaminhada pela Brigada Militar à rede de apoio (casas-abrigo, centros de atendimento sociais, entre outros).
Durante o lançamento, o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, disse que é necessário enfrentar a violência doméstica para combater todos os tipos de crimes. Michels ainda classificou as políticas de gênero da SSP como uma evolução civilizatória. "Temos que plantar essa cultura e derrubar o machismo nas instituições. Estamos sensibilizando o sistema de segurança pública para acolhê-las como elas merecem".
O comandante do CRPO Serra, tenente-coronel Leonel da Silva Bueno, enfatizou que a luta pela igualdade de gênero deve ser constante. "E o Estado está avançando nisso com projetos como a Patrulha".
Para a coordenadora das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deams), Anita Klein, a Lei Maria da Penha foi um marco nos direitos humanos e fundamental no cumprimento da Medida Protetiva de Urgência, e a patrulha tem o papel de efetivar a legislação.
"Está sendo preenchida uma lacuna quando o Estado pode monitorar o cumprimento das medidas protetivas. A prova de que funciona é que estamos evitando novos registros com a mesma vítima. Em um ano de funcionamento em Porto Alegre, não houve nenhuma morte de mulher que estivesse sob a proteção da Patrulha Maria da Penha", disse a coordenadora das Deams.
Sala Lilás
Em Caxias, a Sala Lilás foi inaugurada junto ao Posto Médico-Legal do município (Rua Quintino Bocaiúva, s/ nº, bairro Petrópolis), e o investimento é de R$ 108,7 mil em equipamentos e viatura. O espaço, específico, acolhe as mulheres vítimas de violência. O local oferece atendimento médico, psicológico e social, logo após o crime, evitando que fiquem expostas ou até mesmo junto aos agressores durante a espera para exames.
A coordenadora da Sala Lilás no Estado e corregedora-geral do Instituto-Geral de Perícias, Andrea Brochier, disse que o investimento simboliza uma mudança de atitude. "As mulheres não podem mais ser tratadas como um acréscimo nas estatísticas. Elas merecem um atendimento especializado, que as ajudará a reconstruir a autoestima".
O prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, afirmou que a Sala Lilás representa respeito às mulheres. "Quando há união entre município e Estado, os resultados são consistentes". O projeto tem parceria com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), por meio da Faculdade de Psicologia. Além da equipe de servidores estaduais, a Sala Lilás contará com estagiários do curso que farão o atendimento no local e nas casas das vítimas.
Caxias do Sul o segundo município no Estado com maior índice de femicídio tentado, com nove neste ano, ao lado de Rio Grande, também com nove. Ambos perdem apenas para Porto Alegre, que teve 29 tentativas em 2013 - os femicídios consumados foram cinco, desde janeiro, além de três em 2012 e um em 2011.
Investimentos
A Secretaria de Política para as Mulheres da Presidência da República está investindo R$ 4,3 milhões em ações de combate à violência contra a mulher no Estado, com repasses para diversos órgãos. Os recursos destinados à Secretaria da Segurança Pública são para os projetos da Sala Lilás, Patrulha Maria da Penha e novas Deams.
Para a Patrulha, são R$ 3,5 milhões, com implantação prevista em mais 22 cidades. Hoje atua em Porto Alegre, Canoas, Esteio, Charqueadas e Passo Fundo. Já para a Sala Lilás, o Governo Federal destina R$ 1,4 milhão. Atualmente, existe em Porto Alegre e Santana do Livramento. Mais 10 municípios, além de Caxias do Sul, deverão ter o espaço.
Texto e foto: Patrícia Lemos

21/11/2013

 
Instituto-Geral de Perícias abre inscrição para Contrato Emergencial

O Instituto-Geral de Perícias (IGP) abre inscrições para Contrato Emergencial de Perito Médico-Legista, no período de 25 a 29 de novembro de 2013. As inscrições podem ser realizadas na Supervisão Técnica do IGP, Rua Voluntários da Pátria, 1358, 3º andar, ala norte, bairro Floresta, em Porto Alegre.

O horário das inscrições é das 9h às 12h e das 13h30min às 17h.

As inscrições são gratuitas e a seleção será feita através da avaliação dos títulos apresentados. Será oferecida 01 (uma) vaga para o cargo de Perito Médico-Legista para a cidade de Palmeira das Missões/RS.

A titulação obrigatória para Perito Médico-Legista é o diploma,  e a habilitação legal para o exercício da profissão de médico. Demais informações podem ser obtidas no Edital 01/2013 - processo seletivo para Contratação Emergencial, publicado no Diário Oficial do Estado – DOE/RS, de 18 de novembro de 2013.

A ficha de inscrição poderá ser retirada na própria Supervisão Técnica do IGP ou extraída do site www.igp.rs.gov.br .

Em 18/11/2013     

 
O primeiro Centro de Excelência em Perícia Criminal do Brasil, no RS
O Rio Grande do Sul poderá contar com o primeiro Centro de Excelência em Perícia Criminal do Brasil. As obrasImage do Centro de Excelência em Perícia Criminal, junto à sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP), devem começar até 2015. O Ministério da Justiça já disponibilizou R$ 28 milhões, além dos R$ 2,8 milhões de contrapartida da SSP.
O Estado será referência internacional no setor, visto que caberá ao Instituto-Geral de Perícias (IGP) atender, quando necessário, os Estados de Santa Catarina, Paraná e países vizinhos. "Teremos nossa capacidade ampliada em estrutura e tecnologia", afirma o secretário da Segurança Pública, Airton Michels.

O prédio, que será construído na Rua Voluntários da Pátria, 1358, terá sete andares, totalizando 12 mil metros quadrados, e abrigará todos os setores e divisões do Departamento de Criminalística e do Departamento de Perícias Laboratoriais. O Departamento de Identificação seguirá na Avenida Azenha. O Departamento Médico Legal continuará na Avenida Ipiranga. Parte dos setores administrativos do IGP irá para o prédio novo e o restante ficará na SSP.

Com o recurso da contrapartida do Governo do Estado, serão comprados equipamentos de laboratório como microscópios, scanners de corpo, cromatógrafos (equipamento que analisa amostras de locais de crime) e sequenciadores de DNA. "Isso tudo dará mais agilidade nas perícias", explica o perito criminal do IGP, Jackson Dombrowski.

A secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, assinou o protocolo de intenções com o secretário da Segurança Pública, na última segunda-feira (11), em Porto Alegre. "O que significa que existe o recurso do Ministério da Justiça. Agora, começa o processo de liberação da verba para executar a obra até o final de 2015", esclarece Michels.

São Paulo e Distrito Federal também deverão ter Centro de Excelência em Perícia Criminal. Porém, o Rio Grande do Sul é o primeiro a assinar o protocolo de intenções.

Texto: Patrícia Lemos
Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini
Edição: Redação Secom (51) 3210-4305      
 
RS terá o primeiro Centro de Excelência em Perícia Criminal do Brasil

ImagePorto Alegre será a sede do primeiro Centro de Excelência em Perícia Criminal do País. A informação foi confirmada pela Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, na abertura do Seminário Estadual ‘Protagonismo dos Municípios na Construção da Segurança Cidadã’, realizado no início desta semana (11 e 12), no Hotel Embaixador, na Capital. Na oportunidade foi assinado um Termo de Intenções que formaliza o convênio entre o Governo do RS e a União, através do Ministério da Justiça, representado pela secretária Regina Miki e o Governo Gaúcho, pelo secretário estadual da Segurança Pública, Airton Michels.

A secretária Regina Miki, durante a saudação que dirigiu aos presentes, declarou que é fascinada pela atividade pericial e destacou a importância que desempenha no contexto da Segurança Pública. Frisou ainda que “os peritos do Rio Grande do Sul são respeitados no Brasil inteiro, e já cumpriram relevantes serviços em episódios trágicos, como o acidente com o jato da TAM, em São Paulo e, mais recentemente, no incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria”. Além disso, referiu a facilidade de negociação com o governador Tarso Genro, a quem assessorou quando Ministro da Justiça do Governo Lula. De tal forma que “o RS terá o Centro de Excelência em Perícia antes mesmo do Distrito Federal”.

Já o secretário Michels, abordou a importância que terá o Centro de Excelência em Perícia Criminal para as políticas de Segurança Pública implantadas pelo Governo do Estado. Além de ampliar e modernizar as instalações e equipamentos do Instituto Geral de Perícias (IGP/RS). O coordenador do “RS na Paz”, delegado Carlos Sant'Ana, disse que o seminário é um ganho qualitativo para o programa, que já abrange 57 municípios do Estado.

A solenidade contou, também, com as presenças do secretário-adjunto da Segurança Pública, Juarez Pinheiro, do diretor-geral do IGP, José Cláudio Teixeira Garcia, diretores de departamentos da Instituição e os comandantes das polícias, civil, delegado Ranolfo Vieira Júnior e da Brigada Militar, coronel Fábio Duarte Fernandes.

Texto e fotos – Ascom IGP/RS em 14/11/2013       


 
IGP recebe doação do Ministério Público
A 2ª CRP do Instituto-Geral de Perícias, em Caxias do Sul, recebeu na última quarta-feira, 13,Image a doação de equipamentos e mobiliário do Ministério Público, em Flores da Cunha. O evento foi conduzido pelo Promotor de Justiça, Dr. Stéfano Lobato Kaltbach, que salientou a revelância do trabalho pericial do IGP para o processo judicial penal e dos serviços de identificação civil para as comunidades de Flores da Cunha e da região.
Foram doados dois computadores (entregues anteriormente), duas impressoras multifuncionais, 3 ventiladores, uma central telefônica, dois aparelhos de telefone - sem fio, dois armários metálicos, duas mesas de computadores e um armário de madeira, adquiridos por meio de transações nos processos penais daquela Comarca. O material doado equipará o posto de identificação de Caxias do Sul.
Participaram do evento, além do Promotor de Justiça, a Secretária de Diligências, Elisiane R. Borges e a funcionária Zaira L. Molon; pelo IGP participaram o Coordenador Regional da 2ª CRP, Perito Criminal Airton Kraemer, a Chefe da Seção de Identificação, Papiloscopista Ana Júlia Poletto, o Perito Criminal Rafael M. N. Pinto e o Fotógrafo Criminalístico Francisco Rossa.

ASCOM/IGP-14/11/2013

Fotos: Francisco Rossa.

 
Instituto-Geral de Perícias e Polícia Civil concluem integração para recepção de laudos eletrônicos
O Instituto-Geral de Perícias confirmou a previsão de que a partir de 11 de novembro concluiria a Imageúltima fase para a integração e recepção de laudos eletrônicos entre o Sistema de Polícia Judiciária (SPJ) e o Protocolo Geral de Perícias (PGP) nesta segunda-feira, 11. O processo foi concluído já com um total de dez mil, duzentos e trinta (10.230) laudos toxicológicos e de análise de drogas entregues.
A partir de hoje, as 525 delegacias da Polícia Civil já estão autorizadas a acessar os laudos eletrônicos disponibilizados pelo Instituto-Geral de Perícias. Desse total, até o momento, 156 DPs já receberam pelo menos um laudo eletrônico, que se caracteriza por ser um documento com certificação digital com garantias de autenticidade, integridade e não repúdio.
A conquista é resultado do esforço e empenho e integração das equipes da Divisão de Tecnologia da Informação do IGP, do Departamento de Perícias Laboratoriais e da Procergs.
 
ASCOM/IGP-11/11/2013
 
<< Início < Anterior | 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 | Seguinte > Final >>

Resultados 105 - 112 de 1349

© 2014

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677/6675 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664