13 anos!
Home
InstitucionalServiços OnlineLegislaçãoFotosMapasImprensaFale ConoscoTransparência
DML
DI
DC
Laboratório
DPI
AgendamentoCI
Documentos
5º Seminário
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Site do Sistema de Informação ao Cidadão
Consulta SPI
.
 Portal do Servidor - RHE
.
Expresso
.
Consultas Integradas
.

190

Disque Denúncia

DG IGP/RS REÚNE GRUPO PARA A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO LOCARD
Na manhã desta segunda-feira (03), o diretor-geral do IGP/RS, perito criminalístico Cleber Müller coordenou reunião com cinco assessores para a implantação do PROJETO LOCARD. Trata-se de uma iniciativa de gestão voltada para o incremento dos resultados da Perícia Criminal no RS. De forma sistêmica, o projeto visa a otimização de ações operacionais com a instalação de procedimentos-padrão, reaparelhamento, capacitação funcional e uma reorganização da estrutura administrativa.
Image
Participaram deste primeiro encontro, o diretor do Departamento de Criminalística, perito Paulo Frank, a diretora do Departamento de Perícias do Interior, perita Marília Costa Ribas, os peritos Lucas Toniolo e Jackson Dombrowski, o chefe da Divisão de Tecnologia da Informação, André Assis e o chefe de gabinete João Cardona.
O projeto é inspirado na figura do francês EDMOND LOCARD (1877/1966) um dos pioneiros da Ciência Forense, que formulou o princípio básico de que “todo contato deixa uma marca”, relacionando nas cenas de crime: Autor, vítima e local.

Image
A EVIDÊNCIA FÍSICA NÃO COMETE PERJÚRIO” – Dr. Edmond Locard

Texto e foto – Norberto Peres – DG – Ascom IGP/RS em 03/04/2017        
 
SCHIRMER DEFENDE INTEGRAÇÃO ENTRE ESTADO E MUNICÍPIOS EM ENCONTRO DE SEGURANÇA
Na retomada das atividades do Comitê de Segurança Metropolitano, o secretário projetou futuras iniciativas, baseadas na parceria com os municípios
Image
A integração como agente catalisador das políticas de Segurança Pública foi defendida pelo secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, no encontro que retomou as atividades do Comitê Permanente de Segurança Metropolitano. Na reunião, ocorrida na Câmara Municipal de Porto Alegre nesta quarta-feira (29), o secretário falou sobre as ações desenvolvidas pelo Estado e projetou futuras iniciativas, baseadas na parceria com os municípios.

Para Schirmer, o trabalho em conjunto representa o diferencial no combate à criminalidade. "Soluções tradicionais para os problemas que enfrentamos há décadas já se mostraram ineficazes. Temos que pensar e agir diferente", ressaltou.

Como exemplo de ação efetiva, o secretário destacou a parceria com a prefeitura de Porto Alegre, alinhavada em fevereiro e que hoje já apresenta resultados concretos. "Avançamos na integração das tecnologias, na atuação em conjunto da Brigada Militar com a Guarda Municipal, na manutenção da frota do Comando do Policiamento da Capital. Ampliaremos ainda mais essa colaboração mútua. A capital servirá de modelo aos demais municípios", afirmou.
Image
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr., também saudou o avanço dos trabalhos em conjunto com a SSP. "Temos todas as condições de fazer com que a nossa capital avance significativamente. Tecnologias como o reconhecimento facial dentro dos ônibus e a utilização das câmeras para identificação de veículos em situação de roubo ou furto em breve serão realidade, auxiliando em muito o trabalho policial", disse.

Cassio Trogildo, presidente do Câmara de Porto Alegre, destacou as audiências realizadas em 2016 e reforçou a necessidade de "romper com a ótica ultrapassada de um discurso fácil de que a segurança é questão do Estado. Todos precisamos participar da construção de uma sociedade mais segura. Através do trabalho que desenvolvemos neste comitê, coletamos as contribuições dos mais diversos setores, no sentido de apresentar propostas que estejam alinhadas com as nossa realidade".
Image
Comitê de Segurança Metropolitano

O Comitê Permanente de Segurança Metropolitano é um fórum estabelecido pelo Legislativo de Porto Alegre e composto por entidades como a Associação dos Juízes do RS (Ajuris), Associação dos Delegados de Polícia do RS (Asdep), Associação dos Comissários de Polícia (ACP), Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf), Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar e Bombeiros Militar (Asstbm), Fórum Latino Americana de Defesa do Consumidor (FEDC) e Parlamento Metropolitano. Em 2016, realizou uma séria de audiências públicas e debates com especialistas, como o ex-secretário de Segurança do Rio de Janeiro José Mariano Beltrame e o antropólogo colombiano Santiago Uribe.
Também participaram do evento, representantes da Assembleia Legislativa, Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Exército Brasileiro e da sociedade civil organizada.
Image
Texto: Claiton Silva/Ascom SSP em 29/03/2017
Edição: Denise Camargo/Secom
Fotos : Ascom DG IGP/RS               
 
O IGP/RS NA COMISSÃO PARLAMENTAR ESPECIAL DA SEGURANÇA PÚBLICA
Página do IGP/RS no You Tube publica Especial sobre o evento

O Instituto-Geral de Perícias (IGP/RS) por meio da Assessoria de Comunicação Social, ligada ao Gabinete da Direção-Geral publicou, nesta quinta-feira (23) a cobertura completa da participação da Perícia na reunião da Comissão Especial da Segurança Pública, realizada na última segunda-feira (20), na Sala Maurício Cardoso, na Assembleia Legislativa do RS. O conteúdo apresenta, na íntegra, a palestra proferida pelo diretor-geral Cleber Müller, dividida em 4 partes. O quinto segmento mostra as respostas aos questionamentos e as sugestões apresentadas.

Pela ordem você pode acessar cada uma das partes que compõem a cobertura do evento, inseridas na playlist ESPECIAIS:

1ª parte: https://youtu.be/rNbwGaifLIk

2ª parte: https://youtu.be/nbrOWC_EO-w

3ª parte: https://youtu.be/hY3_6wfrAO8

4ª parte: https://youtu.be/Bi_UTr6Qhp4

Final: https://youtu.be/mDHDAz6IAgk

Produção e realização – Norberto Peres – Ascom – DG – IGP/RS em 23/03/2017       
 
CONCURSO PÚBLICO IGP/RS 2017
Direção-Geral divulga informações preliminares a respeito dos certames

Nessa segunda-feira (20), o Diário Oficial do Estado do RS (DOE) publicou a súmula do contrato de prestação de serviços com a FUNDATEC, responsável pela organização do Concurso Público do IGP/RS, cujo edital deverá ser publicado na primeira quinzena de abril. A Instituição abrirá vagas para os cargos de PERITO CRIMINAL, TÉCNICO EM PERÍCIAS E PERITO MÉDICO-LEGISTA.

No cargo de PERITO CRIMINAL, nas áreas previstas na Lei 14.519/2014, alterada pela Lei 14.985/2017, publicada no DOE em 17 de janeiro de 2017:

Área 2 – Computação Forense
Área 4 – Engenharia Civil
Área 7 – Engenharia Mecânica
Área 9 – Engenharia Elétrica
Área 10 – Química (Bacharel)/Engenharia Química
Área 11 – Biomedicina/Farmácia/Biologia
Área 17 – Psicologia

No cargo de TÉCNICO EM PERÍCIAS há vagas com dois pré-requisitos diferentes:

Técnico em Perícias com formação Ensino Médio
Técnico em Perícias com Curso Técnico em Radiologia.

Para a função de PERITO MÉDICO-LEGISTA são vagas com três pré-requisitos:

Perito Médico-Legista
Perito Médico Legista (especialidade em Psiquiatria)
Perito Médico-Legista (especialidade em Patologia)

As vagas serão destinadas para todo o Estado do RS. A lotação se dará nas 10 Coordenadorias Regionais de Perícias (CRPs). A abrangência das CRPs está especificada nos decretos nº 47.657 e 48.113. O critério para a distribuição das vagas nas respectivas CRPs estará prevista no Edital de Abertura.

A seleção para todos os cargos será realizada por meio de provas objetivas, avaliação psicológica e investigação da vida pregressa.
Detalhamento das provas objetivas:

- Conhecimentos gerais (nível superior): Língua Portuguesa, Legislação Aplicada, Língua Inglesa e Raciocínio Lógico.
Conhecimentos específicos (nível superior): Medicina Legal, Criminalística mais questões específicas de cada área.

- Conhecimentos gerais (nível médio e/ou técnico): Língua Portuguesa, Legislação Aplicada, Informática e noções de Administração.
Conhecimentos específicos (nível médio e/ou técnico): Biologia/ Química, Física, Medicina Legal, Criminalística e Radiologia.

Texto – Ascom – DG – IGP/RS em 21/03/2017       
 
IGP/RS NA PAUTA DA COMISSÃO ESPECIAL DE SEGURANÇA PÚBLICA
Assembleia Legislativa focaliza o papel da Perícia Oficial do Estado
Image
Na tarde dessa segunda-feira (20), na Sala Maurício Cardoso, da Assembleia Legislativa do RS ocorreu o 5º encontro da Comissão Especial da Segurança Pública, presidida pelo deputado Ronaldo Santini. Durante cerca de uma hora o diretor-geral do IGP/RS, perito criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Müller apresentou a análise minuciosa dos dois primeiros anos de gestão, desafios, conquistas e os projetos em andamento para 2017.

Questões como a organização nos diversos setores da Perícia, a busca e administração dos recursos, investimentos, tecnologia, aumento da produtividade em função da carência de pessoal, comunicação e relacionamento com a Imprensa e a integração dos gestores a partir das diretrizes emanadas da Direção-Geral.
Image
Após a explanação, Cleber Müller foi questionado sobre alguns projetos do IGP e de que forma, a médio prazo, serão contornados problemas cruciais para a manutenção do desempenho e da produtividade alcançados até aqui. Destaque para o Concurso Público, cujo edital deverá ser publicado na primeira quinzena e abril e o andamento da obra do Centro Regional de Excelência em Perícias Criminais do Sul, o novo prédio do IGP/RS, que foi retomado após entraves técnico-administrativos.

Acompanharam o evento na Assembleia Legislativa, todos os diretores de departamentos do IGP/RS, Paulo Frank (Criminalística), Luciano Haas (DML), Guilherme Lopes (Identificação), Bianca Carvalho (DPL), Marília Ribas (DPI), o corregedor-geral, André Luis Martinelli e assessores do gabinete em diversas áreas.
Image
Texto e fotos – Norberto Peres – DG – Ascom IGP/RS em 21/03/2017
 
ESTADO RECEBE PRESÍDIO FEDERAL E 30 NOVAS VIATURAS

Ministro da Justiça Osmar Serraglio prestigiou a solenidade que marcou a retomada das obras do prédio do IGP/RS

Image
No evento foi anunciada a retomada das obras para a construção da nova sede do Instituto-Geral de Perícias (IGP), em um terreno ao lado da SSP. O investimento ultrapassa R$ 29 milhões, sendo R$ 25,9 milhões do governo federal e R$ 3,3 milhões de contrapartida do Governo do Estado.

A nova sede do IGP abrigará a administração central do Instituto, as direções de departamentos e todos os laboratórios responsáveis pelos laudos periciais. Servirá, também, como núcleo de treinamento e intercâmbio de conhecimento para profissionais de todo o Brasil e de países vizinhos, o chamado CENTRO REGIONAL DE EXCELÊNCIA EM PERÍCIAS CRIMINAIS DO SUL.

Image
Presídio Federal no RS e novas viaturas
Charqueadas, na Região Carbonífera, foi o município indicado pelo governo do Estado para sediar o presídio federal, com capacidade prevista para 220 presos, no Rio Grande do Sul. O anúncio foi feito durante evento, nesta sexta-feira (17), que contou com a presença do governador José Ivo Sartori; do ministro da Justiça, Osmar Serraglio; e do secretário da Segurança, Cezar Schirmer, na Secretaria da Segurança Pública (SSP), em Porto Alegre. A área será analisada pelo Ministério da Justiça.

Sartori destacou a integração com a União, lembrou que o presídio federal é tratado de maneira responsável e disse que Charqueadas é o município em condições de abrigar a unidade prisional. Também informou que 17 municípios manifestaram interesse em sediar a penitenciária federal.  “O Ministério da Justiça vai fazer um esforço para estabelecer um novo novo modelo construtivo, para que se antecipe a construção do presídio federal no Rio Grande do Sul”, disse.

Conforme o Ministério, entre os critérios adotados para a escolha do Rio Grande do Sul, estão o fato do Estado possuir uma área de no mínimo 25 hectares, a proximidade de uma rodovia e  de um aeroporto com voos comerciais. A meta, conforme o ministro Serraglio, é de entregar a obra em um ano. “É uma visão que privilegia a participação, a parceria, a integração. E isso faz com que um dos presídios esteja vindo para cá”, disse, lembrando que serão cinco unidades federais no Brasil.
Image

Durante o evento, também foram entregues, pelo Ministério da Justiça, 30 viaturas que irão reforçar o trabalho das vinculadas da SSP, no combate à criminalidade. Deste total, 14 veículos são para a Susepe, duas pick-ups para o Corpo de Bombeiros, dez para a Brigada Militar, dois micro ônibus e dois automóveis sedan para a Polícia Civil, e dois para a Brigada Militar. As primeiras dez viaturas da BM, recuperadas pela iniciativa privada de Porto Alegre, também foram entregues na Secretaria da Segurança Pública.
Schirmer disse que o combate à criminalidade é uma luta de todos. “Esta parceria é um exemplo para o Rio Grande do Sul e para o Brasil. Vamos transformar esta realidade”, completou.

Investimentos no RS

ImageConforme dados do Ministério da Justiça, os investimentos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) no Rio Grande do Sul, entre 2016 e 2017, somaram quase R$ 30 milhões. Com esses recursos, foi possível modernizar a Guarda Municipal de Canoas, a de Porto Alegre e a de Tramandaí, e ampliar o sistema de videomonitoramento de Novo Hamburgo.
Ainda em 2016, o Ministério destinou 24 viaturas customizadas para atendimento pericial em locais de crime. Desse total, dois veículos (Mitsubishi/Pajero 4x4) já foram entregues ao órgão de perícia estadual e das 22 restantes, 18 serão entregues ao Estado e quatro à perícia criminal da Polícia Federal, no Rio Grande do Sul. O investimento total em viaturas ultrapassa R$ 2 milhões.

Em coletes balísticos foram investidos mais de R$ 6 milhões e para o programa Mulheres da Paz & PROTEJO, mais de R$ 1,5 milhão. No total, a Senasp repassou mais de R$ 23 milhões para o Rio Grande do Sul.

Como parte do Plano Nacional de Segurança, foram realizadas, entre agosto de 2016 e fevereiro deste ano, a Operação Farroupilha e a Operação Plano Nacional de Segurança Pública, que começaram no dia 15 de fevereiro.

O efetivo empregado nas duas operações foi de 200 agentes da polícia ostensiva, 21 da polícia judiciária, seis profissionais de perícia e 27 viaturas. O helicóptero nacional permaneceu em apoio à operação, no período de 15 de fevereiro a 3 de março.

Neste período, foram revistados 34.430 veículos e mais de 78 mil pessoas abordadas; 116 pessoas foram presas ou apreendidas, em flagrante, entre adultos e menores; recolhidos 61 armas de fogo, 77 quilos de maconha, sete quilos de crack e um quilo de cocaína; e quatro condenados capturados.

No último dia 8 chegaram mais 102 agentes da Força Nacional, completando os 200 definidos pelo governo federal. O Plano Nacional de Segurança também trouxe investimentos em capacitações para o Estado. Nos últimos meses, 3.209 profissionais foram qualificados. O investimento total foi de R$ 163.912.

Ainda dentro do plano, em março de 2017 o Estado será comtemplado com a oitava edição do Curso de Investigação de Homicídios, ministrado por policiais do Departamento de Polícia de Miami/EUA.

Image

Textos: Eliane Iensen (Secom/RS) e Carine Bordin (Ascom/SSP). Edição: Denise Camargo (Secom)
Fotos: Luiz Chaves (Palácio Piratini), Rodrigo Ziebel (Ascom SSP/RS), Lucas Toniolo e Adriano Barcelos (ST-IGP) e Gabinete IGP/RS        

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 9 - 16 de 1929

© 2017

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664