13 anos!
Home
InstitucionalServiços OnlineLegislaçãoFotosMapasImprensaFale Conosco
DML
DI
DC
Laboratório
DPI
AgendamentoCI
Documentos
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Site do Sistema de Informação ao Cidadão
Consulta SPI
.
 Portal do Servidor - RHE
.
Expresso
.
Consultas Integradas
.

190

Disque Denúncia

IGP/RS é destaque no programa Assembléia Entrevista desta terça-feira
ImageNesta terça-feira (04), a uma hora da madrugada, o programa Assembléia Entrevista, da TV Assembléia – Canal 16 da NET ou pela Internet no www.al.rs.gov.br será todo ele voltado para o Instituto-Geral de Perícias, estrutura, departamentos, serviços, abrangência no RS, avanço tecnológico, projetos e a nova administração empossada em janeiro de 2015. Durante 30 minutos, o diretor-geral do IGP, perito criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Müller, foi entrevistado pelo jornalista José Antonio Conti.
Destaque para o Centro Regional de Excelência em Perícias, cujo prédio será erguido no prazo de dois anos e deverá ser o maior  do gênero na América Latina.

Texto e fotos – Norberto Peres – DG-IGP/RS em 03/08/2015     
 
Construtora responsável pela obra do novo prédio do IGP inicia levantamento técnico do terreno
Image
A manhã desta segunda-feira (03) foi marcada pelo primeiro contato entre os funcionários da empresa construtora, responsável pela obra e o terreno que vai abrigar, no prazo de dois anos, o Centro Regional de Excelência em Perícias. Utilizando equipamento apropriado, eles iniciaram a medição do espaço físico, de acordo com a planta já analisada pela equipe de Engenharia da empresa. O trabalho foi acompanhado pelo próprio diretor-geral do IGP, perito criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Müller e pelo chefe da Divisão de Projetos e Convênios do IGP, Jackson Dombrowski.

O terreno de 7,3 mil m2, onde serão erguidos os sete andares do novo prédio do IGP/RS, com 11,7 mil m2, fica entre o prédio da Secretaria Estadual daImage Segurança Pública e a Estação Rodoviária de Porto Alegre. A primeira providência é a demolição das duas guaritas que abrigaram, até o ano passado, a segurança do próprio prédio da SSP, quando das obras que interditaram a rua Voluntários da Pátria. Em seguida o terreno será todo cercado e as primeiras máquinas vão começar as primeiras escavações.

Texto e fotos – Norberto Peres – DG-IGP/RS     
 
NOTA À IMPRENSA
A Secretaria da Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul, com relação à repercussão junto aos servidores referente ao anúncio do parcelamento de salários e demais medidas adotadas pela administração estadual, informa que:
- Compreende a situação de todos os servidores da Segurança Pública e possui plena confiança de que o efetivo manterá o atendimento à população no que compete aos serviços de cada uma das instituições vinculadas, dentro de suas respectivas atribuições;
- A SSP permanece em acompanhamento constante da situação e avaliará cada caso antes de tomar uma decisão, agindo de forma integrada com as corporações e com a observação das diretrizes emanadas do governo;
- Cabe ressaltar que o diálogo segue aberto entre a secretaria e os servidores. Nessa quinta-feira (30), o secretário Wantuir Jacini e o chefe da Casa Civil, secretário Marcio Biolchi, estiveram reunidos com diversas entidades representativas da Segurança Pública e continuarão a recebê-las, agindo de forma clara e transparente durante todo o processo.

Secretaria da Segurança Pública
Governo do Estado do Rio Grande do Sul     
 
OBRAS DO CENTRO REGIONAL DE EXCELÊNCIA EM PERÍCIAS COMEÇAM EM CINCO DIAS
Image
A Ordem de Serviço para o início das obras do Centro Regional de Excelência em Perícias, o novo prédio do IGP/RS, foi assinada na manhã desta quarta-feira (29), na sala de reuniões da Secretaria Estadual de Obras, Saneamento e Habitação. O ato significa que a empresa vencedora da licitação, a KAEFE ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. deve iniciar, efetivamente, a obra em até cinco dias úteis. Passa a contar, igualmente, o período de 720 dias para a conclusão do empreendimento, ou seja, 24 meses (2 anos).

ImageO documento foi assinado pelos secretários estaduais da Segurança Pública, Wantuir Jacini, de Obras, Gérson Burmann e pelo diretor de Obras, arquiteto Julio Cesar Molina Diógenes, assim como o diretor da empresa construtora.
O prédio terá sete andares e vai abrigar, além do gabinete da direção geral e departamentos administrativos, a estrutura do Departamento de Criminalística, de Perícias Laboratoriais e de Perícias do Interior, em 11,7 mil m2 de área construída.
O novo prédio vai ocupar um terreno de 7,3 mil m2, localizado entre a Estação Rodoviária de Porto Alegre e o prédio da Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP). O custo total da obra chega a 29,2 milhões de reais.

Texto e fotos – Norberto Peres – DG-IGP/RS em 29/07/2015      
 
SÉRIE PERITO EM DESTAQUE - perita criminalística MARIA CRISTINA BOTIZZO DE FARIAS
Image
ELA FOI A PRIMEIRA SUPERVISORA TÉCNICA DO IGP
Image
MARIA CRISTINA BOTIZZO DE FARIAS exerceu a profissão de perita criminalística por três décadas. De 1980, quando foi aprovada no Concurso Público, até 2010, ano da aposentadoria, ela acompanhou toda a evolução da Perícia Oficial do RS.
Convidada pelo diretor-geral Áureo Luiz Figueiredo Martins ela ocupou o cargo de primeira supervisora técnica do Instituto-Geral de Perícias (IGP).
E nessa função foi a responsável pelo início de um dos mais importantes avanços tecnológicos do IGP, o laboratório de DNA. No ano de 1998, duranteImage 30 dias, ela conferiu de perto o funcionamento do laboratório de DNA no estado de São Paulo.
Aliás, laboratórios sempre fizeram parte da vida profissional dela. Desde o curso superior de Biologia, passando pelo estágio na Fundação Zoobotânica do RS, ainda quando pairava a dúvida entre o magistério ou as pesquisas científicas.

A OPÇÃO PELA PERÍCIA

Foi justamente na Fundação Zoobotânica que Maria Cristina optou pela carreira de perita criminal. Ela lembra a influência do orientador do estágio, perito PEDRO CANÍSIO BRAUN, irmão do famoso poeta gaúcho JAIME CAETANO BRAUN.
Uma vez habilitada para o exercício da perícia criminal ela procurou se adaptar em uma das áreas da Criminalística. Porém, mesmo com dedicação à área da Documentoscopia Forense, Maria Cristina atuou, e muito, como perita em locais de crime. E das lembranças do trabalho pericial diretamente nos locais, ou na função de revisora dos laudos formulados pelos colegas, ela guarda no coração dois casos.

OS CASOS DO CORAÇÃO
ImageAté hoje envolto em mistério o caso do agricultor Olívio Correa, morador da cidade de Estância Velha, no Vale do Sinos. Ele foi encontrado sem os globos oculares naquele mês de novembro de 1995. Ataque de um animal selvagem? Prática criminosa para a realização de trabalhos de magia negra? Afinal, como o Sr. Olívio teve os dois olhos removidos. O impacto na sociedade e as repercussões na mídia foram muito grandes.
Um caso que marcou a trajetória da perita criminalística MARIA CRISTINA BOTIZZO DE FARIAS.

O outro caso foi o do paranaense Adriano da Silva, apontado como o assassino de 12 meninos com idades entre 8 a 13 anos. Os crimes ocorreram entreImage 2002 e 2003, em cidades do interior do Rio Grande do Sul, quando Silva tinha 25 anos. Ele ficou conhecido como o “serial killer de Passo Fundo” pois a maior parte das mortes aconteceu naquela cidade. No primeiro depoimento após ser preso, em janeiro de 2004, ele confessou as 12 mortes. Atualmente, afirma que confessou sob ameaça e assume apenas um assassinato. Adriano da Silva era procurado desde 2001, quando fugiu da prisão no Paraná. Tinha cumprido seis meses de uma pena de 27 anos pela morte de um taxista e ocultação do cadáver. Após a fuga, passou a viver no interior do Rio Grande do Sul, usando nomes falsos e fazendo pequenos trabalhos.
No caso do “monstro de Passo Fundo”, Maria Cristina revela uma característica peculiar do criminoso: o de não deixar vestígios nos locais onde praticava os assassinatos. Foram necessários exames de altíssima tecnologia para se chegasse à presença dele como autor de um dos crimes e as características que o identificassem como assassino em série.

ImageTragédias também figuram no currículo profissional da perita Maria Cristina. O incêndio no supermercado Ycuá Bolaños, em Assunção do Paraguai. Foi em 2004, no dia 1º de agosto e morreram mais de 200 pessoas. O governo paraguaio, sem estrutura para atender um caso com tantas vítimas, recorreu ao país vizinho. O IGP/RS, tendo em vista a qualificação dos servidores, tanto na área da Medicina Legal, quanto na perícia criminal, foi indicado pelo Governo Federal para atuar na identificação dos corpos, a maioria totalmente carbonizados.

Da mesma forma, Maria Cristina cita o acidente com o avião da TAM, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde morreram 199 pessoas. “AImage identificação de corpos numa tragédia como aquela é tão complicada, que só mesmo a tecnologia é capaz de determinar a identidade de uma vítima nas condições em que foi encontrada. Lembro que uma passageira do vôo 3054 não possuía nenhum parente que pudesse ceder material para o DNA. Ela havia sido adotada pela família. O material genético que permitiu a identificação do cadáver foi coletado de um frasco de remédio contra asma, a famosa “bombinha”, que a moça havia esquecido em casa antes de viajar” – relembra a perita.

ImageEntusiasmada pela capacidade de observação, de pesquisa, de dedicação ao propósito de esclarecer a verdade, virtudes dos melhores profissionais da perícia, MARIA CRISTINA BOTIZZO DE FARIAS destaca o Professor ERALDO RABELO, que foi decisivo na solução do crime na LAGOA DOS BARROS, na madrugada de 17 para 18 de agosto de 1940. A jovem Maria Luiza Häussler foi morta com um tiro no peito e jogada nas águas da Lagoa, amarrada a uns tijolos. O noivo, Heinz Werner Schmeling, apareceu no dia seguinte baleado no abdômen, alegando ter sido vítima de assalto. A prova que incriminou Schmeling, caracterizando o crime passional, foram marcas da olaria que fabricou os tijolos. O ponto de venda do material ficava próximo à residência dele, o que facilitou a descoberta da compra, dias antes. “Foi obra de um perito extraordinário” – ressalta Maria Cristina.

Já formada em Direito e atuando como advogada junto com uma amiga, MARIA CRISTINA BOTIZZO DE FARIAS garante: “a experiência adquirida nestes 30 anos são fundamentais para qualquer outra atividade que eu resolva desempenhar, principalmente no âmbito jurídico!”
Image
Texto e fotos – Norberto Peres – DG-IGP/RS em 28/07/2015
Fotos – Google e arquivo Ascom IGP/RS             
 
IGP e lideranças da região do Vale do Taquari participam de reunião de trabalho
A instalação de uma Coordenadoria Regional de Perícias (CRP), na cidade de Lajeado, pólo de desenvolvimento da região do Vale do Taquari foi a pauta da reunião da manhã de quarta-feira (29), no gabinete da direção-geral do IGP. Sob a coordenação do diretor do Departamento de Perícias do Interior (DPI), Imageperito criminalístico Marco Antonio Aurélio Curcio, a reunião contou com a presença de lideranças da CODEVAT (Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari). Tendo em vista a oferta da entidade de um espaço e as condições necessárias à instalação do IGP, com as unidades de Criminalística, Identificação e Posto Médico-Legal (PML), participaram do encontro o diretor do Departamento de Identificação, Guilherme Ferreira Lopes e a perita médica-legista, Márcia Vaz, representando a direção do DML (Departamento Médico-Legal).

Além do espaço, a CODEVAT, com o apoio da Universidade do Vale do Taquari (UNIVATES) propõe convênio com o IGP, inclusive dotando o PML de uma câmara fria, equipamento fundamental para o atendimento à região composta por ....municípios e densamente povoada. Se a CRP for instalada em Lajeado, a região terá autonomia em relação aos serviços do IGP da Capital.

Texto – Norberto Peres – DG-IGP/RS em 29/07/2015
Fotos – Gabinete IGP      
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 8 de 1597

© 2015

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664