13 anos!
Home
InstitucionalServiços OnlineLegislaçãoFotosMapasImprensaFale Conosco
DML
DI
DC
Laboratório
DPI
AgendamentoCI
Documentos
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Site do Sistema de Informação ao Cidadão
Consulta SPI
.
 Portal do Servidor - RHE
.
Expresso
.
Consultas Integradas
.

190

Disque Denúncia

IGP E SEPLAG INSTITUEM CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM PERÍCIAS
ImageA reunião dessa quinta-feira (21), que estabeleceu oficialmente as ações prioritárias do Governo do Estado, dentre os itens relativos à Pasta da Segurança Pública, contemplou a construção do Centro Regional de Excelência em Perícias. E na manhã desta sexta-feira (22), no Centro Administrativo Fernando Ferrari, o Departamento de Projetos Estratégicos (DEPROJE), da Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento Regional (SEPLAG), reunido com a direção-geral do IGP definiu o cronograma para a execução da obra e os itens que constam do projeto. O edital já foi publicado e algumas empresas já manifestaram interesse em participar do certame.

O Centro Regional de Excelência em Perícias terá sete andares com área construída superior a 11 mil e 734m2, junto ao prédio da SSP e ao lado da Estação Rodoviária de Porto Alegre. O custo total da obra chega a R$30,3 milhões.  O Governo Federal, através do Ministério da Justiça, aplica cerca de R$ 26 milhões e o restante é a contrapartida do Governo do RS. O prazo estimado para a conclusão do projeto é de 2 anos (24 meses). Além do espaço físico está prevista a dotação de novos equipamentos, e de toda a infraestrutura necessária para que o Centro de Excelência em Perícias possa atender, não somente à demanda local, mas absorva eventuais necessidades periciais da região sul do Brasil.

O diretor-geral, perito criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Müller e o gerente de projetos e convênios do IGP, Jackson Garrafiel Dombrowski,Image participaram do encontro coordenado pelo analista de Planejamento, Orçamento e Gestão da SEPLAG, André Benetti e equipe. A partir da assinatura do contrato com a Construtora que vencer a licitação, IGP e SEPLAG estarão reunidos periodicamente para a avaliação do cronograma pré-estabelecido e a fiscalização do cumprimento dos prazos estipulados.

Texto e fotos – Norberto Peres – IGP/RS em 22/05/2015          
 
Servidores do IGP terão atendimento psicossocial através de convênio
O Rio Grande do Sul foi contemplado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública(SENASP) para a implantação de um projeto de pesquisa e aplicação deImage medidas psicossociais a fim de beneficiar os servidores da SSP/RS (Brigada Militar, Polícia Civil e Instituto-Geral de Perícias (IGP). Através da Resolução nº 196/96, do Conselho Nacional de Saúde foi firmado o convênio 774258/2012, com a Empresa PROMAXIMA GESTÃO EMPRESARIAL, que vai realizar, inicialmente, a pesquisa intitulada: DIAGNÓSTICO DO COTIDIANO DOS SERVIDORES, com o objetivo de identificar problemas sociais e de saúde dentre os servidores da Segurança Pública do Estado. Pelo IGP, a coordenadora é a chefe da Divisão de Pessoal, Maria Elenir Bastiani. A participação oficial do IGP foi autorizada na manhã desta sexta-feira (22), pelo diretor-geral perito criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Müller.

A principal finalidade da pesquisa é conhecer as condições sociais e de saúde física e mental dos servidores da SSP. Após o levantamento será elaborado um plano de ação a ser desenvolvido com os servidores.

Texto e foto – Norberto Peres – IGP/RS em 22/05/2015     
 
Acordo de Resultados 2015 define ações prioritárias do Governo do Estado
ImageOs 63 projetos definidos como prioritários para serem executados este ano pelo governo do Estado estão alinhados no Acordo de Resultados 2015, firmado com todas as secretarias. O documento, assinado nesta quinta-feira (21), foi elaborado com base no debate de 131 indicadores que apontam as necessidades mais urgentes de cada Pasta, em reuniões com o secretariado, com a participação do governador José Ivo Sartori. Os recursos, no total de R$ 700 milhões, estão ajustados pela Secretaria da Fazenda.

De acordo com o governador, trata-se de um compromisso com a sociedade. Até a finalização do Acordo de Resultados, foram feitas mais de 100 reuniões, com mais de 300 pessoas envolvidas. O planejamento validado abrange três dimensões: indicadores de desempenho, ações e indicadores de eficiência da gestão, e projetos prioritários para 2015.  A cada bimestre, o desempenho de metas será avaliado.
"Estamos iniciando um novo conceito de gestão pública, com a construção de uma rede de governança que prioriza as demandas da sociedade. Queremos um governo mais eficiente na aplicação de recursos, mais ágil e menos burocrático, que, de forma transparente, dialogue com a população e entregue serviços de qualidade", afirma o secretário Geral de Governo, Carlos Búrigo.

No Acordo de Resultados, estão contemplados os quatro eixos que fazem parte do Mapa Estratégico do Governo do Estado, construído ainda em dezembro de 2014. São eles: Eixos Econômico, Social, de Infraestrutura e Ambiente, e Governança e Gestão. Todos estão inseridos na visão definida para nortear a gestão nos quatro anos de governo: "Fazer o Estado funcionar melhor para o cidadão e estimular um novo ciclo de desenvolvimento sustentável e de qualidade de vida no Rio Grande do Sul".
"Somente com gestão, servidores capacitados, políticos dedicados e determinados poderemos fazer com que as ações de governo aconteçam e atinjam o nosso maior objetivo, que é a oferta de serviços que correspondam às  necessidades da população gaúcha", enfatiza o secretário Carlos Búrigo.
Caberá à Secretaria-Geral de Governo organizar e monitorar a Rede de Governança Central do Estado. Ela será formada pelas Redes de Governança Locais, pertencentes a cada uma das secretarias estaduais. Cada Pasta terá, por sua vez, a incumbência de supervisionar a execução de ações e projetos pelos órgãos vinculados.

 "Precisamos primar pela integração de todos os organismos em cada secretaria, para que, de forma afinada e com diálogo permanente, possamos, em ação conjunta, avançar em qualidade. Para isso, necessitamos de mobilização e de planejamento coletivo", destaca o governador José Ivo Sartori. "O primeiro passo está dado. É o começo de uma caminhada, o início de um processo para que o serviço público seja prestado com eficiência. Não existe  mágica, mas planejamento, organização  e realização de metas estabelecidas."

IGP e as metas da Segurança Pública
O secretário de Estado da Segurança Pública, Wantuir Jacini e o diretor-geral do IGP, Cleber Müller estiveram na reunião desta tarde. Jacini, titular da Pasta assinou o documento que firma a prioridade dada a 19 municípios do RS onde se concentram 85 por cento das ocorrências policiais, crimes contra a vida e o patrimônio, dentro da gestão de combate a esses delitos.
No que diz respeito ao Instituto-Geral de Perícias (IGP), a construção do prédio que vai abrigar o Centro de Referência em Perícias no sul do País é a principal meta estabelecida e, brevemente, será publicado o edital para as empresas interessadas em participar da licitação. A outra meta prioritária do IGP é a redução do passivo de perícias inconclusas, já em fase de efetivação através da Força-Tarefa instituída no Departamento de Criminalística desde janeiro.

Texto: Mariana Raimondi (Ascom/SGG), Anamaria Bessil (Palácio Piratini) e Norberto Peres (Ascom IGP/RS) em 21/05/2015
Edição: Rui Felten/CCom
Fotos: Daniela Barcellos   
 
Diretor Geral do IGP participa em Brasília do Pacto Nacional pela redução de homicídios
O Governo Federal, através do Ministério da Justiça e Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) reuniu dia 13 de maio, em Brasília, dirigentes deImage órgãos vinculados à Segurança Pública de todo o País, a fim de estabelecer o Pacto Nacional pela redução de homicídios. O pacto federativo entre União e estados pretende reduzir em 20 por cento o número de delitos contra a vida até 2018. O diretor-geral do IGP, perito criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Müller participou da reunião presidida pelo ministro José Eduardo Cardoso e a secretária nacional da Segurança Pública, Regina Miki.

ImageA iniciativa propõe, ainda, ações contra assassinatos de policiais e agentes da Segurança Pública no exercício da profissão. A aliança nacional prevê mudanças legislativas, dando ao Governo federal mais responsabilidades e promovendo a integração dos entes federados, dentro da mesma proposta de combate à violência. O InfoGGI, sistema de informações coletadas pelos Gabinetes de Gestão Integrada de cada estado, e centralizado na Capital Federal, vai permitir que governadores dos Estados e prefeitos municipais alinhem as políticas de Segurança Pública de maneira integrada e cooperativa entre cidades, estados e a União.

Texto – Norberto Peres – IGP/RS em 21/05/2015
Fotos – Ascom-DG-IGP   
 
Participação de Falecimento
A Direção Geral do IGP/RS participa com pesar o falecimento do Sr. ERMY DE MOURA MOREIRA, pai do colega perito GILBERTO MOREIRA, Coordenador Regional em Osório. Sr. Ermy faleceu na manhã dessa segunda-feira (18), aos 91 anos de idade.
Os atos fúnebres terão lugar no Cemitério da Irmandade Santa Casa de Misericórdia, a partir das 9 horas, e o sepultamento, às 16 horas, no mesmo Cemitério.
Os pêsames do Instituto Geral de Perícias a todos os familiares e amigos.     
 
Operação Contingência mobiliza cerca de 120 servidores do IGP em todo o RS
O fim de semana dos dias 16 e 17 de maio de 2015, sábado e domingo, ficou marcado naImage história da evolução tecnológica do Estado do Rio Grande do Sul. A PROCERGS – Companhia de Processamento de Dados do RS realizou a mega operação técnica de migração de Datacenter para uma moderna Sala-Cofre.
A atualização do DATACENTER garantirá aos órgãos do estado mais segurança, ampliação de recursos tecnológicos e possibilidade de provimento de serviços de uma forma mais dinâmica.
Porém, a alteração implicou no bloqueio temporário de todo o sistema-padrão, ou seja, da manhã de sábado (16), às 10 horas, até as sete horas da manhã de domingo (17), foi necessário manter os serviços prestados pelos órgãos de Governo, de forma improvisada, com registros manuais e dispondo de poucos recursos de rede e sistemas, visando garantir o processo operacional pela falta de sistemas e comunicação, foi utilizado inclusive grupos no aplicativo WhatsApp, garantindo os atendimentos junto as equipes de plantão.
 
No Instituto-Geral de Perícias (IGP) o trabalho foi planejado e coordenado pelo chefe da Divisão de Tecnologia da Informação, ANDRÉ LUIZ DA SILVA ASSIS, que denominou OPERAÇÃO CONTINGÊNCIA e contou com o apoio da Supervisão Técnica pelo perito Jackson Dombrovski. Segundo o dicionário da Língua Portuguesa a palavra CONTINGÊNCIA significa “ação ou situação imprevista e que não se consegue controlar; eventualidade.
 
Durante 21 horas, mais de 70 servidores dos departamentos do IGP estiveram mobilizados, sendo 40 no DC (Departamento de Criminalística), 25 no DML (Departamento Médico Legal), cinco no DPL, Departamento de Perícias Laboratoriais  e o monitoramento da direção do DPL junto aos 36 postos espalhados pelo interior do RS.
 
“A operação foi sucesso total e tudo pelo esforço e dedicação de mais de uma centena de profissionais do IGP, que garantiram a continuidade do fluxo operacional sem impacto negativo na Segurança Pública”, diz André Assis.

Texto – Norberto Peres – IGP/RS em 18/05/2015
Fotos – Arquivo Ascom IGP       
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 8 de 1541

© 2015

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664