13 anos!
Home
InstitucionalServiços OnlineLegislaçãoFotosMapasImprensaFale Conosco
DML
DI
DC
Laboratório
DPI
AgendamentoCI
Compras
Documentos
Contratação Emergencial 2013
Promoções IGP
Concurso 2008
Seminário 15 Anos
Telefones úteis do IGP
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Banco Nacional do Desenvolvimento
Site do Sistema de Informação ao Cidadão

Revistas do IGP

 Revista do IGP nº3

 

 

Missão e Visão de Futuro
 .
Seminário Mulheres e a Segurança Pública
.
Consulta SPI
.
 Portal do Servidor - RHE
.
Expresso
.
Banrisul
.
Consultas Integradas
.

Cursos de Ensino à Distância

190

Disque Denúncia

Automação nas Análises de DNA já é realidade no IGP
Com as presenças do Secretário da Segurança Pública, Airton Michels, e do secretário-adjunto, Juarez Pinheiro, o Instituto-Geral de Perícias realizou Imagenesta manhã, 21, a solenidade de implantação da automação no processamento de vestígios biológicos nos exames de DNA, nas dependências do Departamento de Identificação, Av. Azenha, 255.
Na ocasião, a Diretora do Departamento de Perícias Laboratoriais (DPL), Trícia Kommers Albuquerque, salientou que o projeto foi escrito pela primeira vez em 2007 e com o desenvolvimento em 2011 do Banco de Perfis Genéticos, o DPL resolveu reeditar o projeto em 2013. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) reconheceu a importância dessa iniciativa e com seu apoio, o projeto se tornou realidade.
O Diretor-Geral Substituto do IGP, Paulo Leonel Fioravante Fernandes, agradeceu o apoio da SSP e da equipe do Departamento de Pesquisas Laboratoriais que se empenhou em tornar o projeto uma realidade. Lembrou ainda que o nosso Laboratório de DNA é uma referência nacional.
O Secretário Airton Michels saudou os presentes e destacou o empenho do Secretário-Adjunto Juarez Pinheiro, para que o projeto se tornasse uma realidade.
Convidado a falar pelo Secretário Michels, Juarez Pinheiro ressaltou que a SSP tem se empenhado em construir uma política de segurança pública cidadã, que se manifesta na busca de novas ferramentas no combate à criminalidade e que, “hoje, é o dia dos laboratórios. Estamos dando um grande passo no combate à impunidade. Hoje, o Rio grande do Sul se tornou o segundo estado a instalar a automação para análise dos vestígios de DNA. É um passo gigantesco, pois de 300 inserções de vestígios se torna possível a inserção de 3000 vestígios.
O Secretário-Adjunto da SSP, Juarez Pinheiro, ainda lembrou que o Rio Grande do Sul será o primeiro Estado do País a ter um Centro de Referência Pericial, um prédio de 7 andares, em que todos os Departamentos do Instituto-Geral de Perícias funcionarão de forma unificada.  
A implantação da automação nas análises de DNA permitirá à Divisão de Genética Forense do DPL/IGP o processamento de aproximadamente 3000 vestígios biológicos relativos a crimes, sem suposta autoria. Esses vestígios processados através da nova ferramenta poderão fornecer dados sobre a autoria através de sua caracterização genética e inserção dos perfis no sistema de Banco de Perfis Genéticos.
O Rio Grande do Sul é membro da Rede Integrada do Banco de Perfis Genéticos, através do sistema CODIS, juntamente com os laboratórios do Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso do sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Polícia Federal.  
Compareceram à cerimônia o Promotor de Justiça João Pedro de Freitas Xavier, representando o Procurador Geral da República Eduardo de Lima Veiga, o Chefe de Polícia, Delegado Guilherme Yates Wondracek, o Superintendente-Adjunto da Susepe, Irineu Kock, e representando a Brigada Militar o Cap. Márcio Nunes Homem, o Diretor-Geral da SSP, Luiz Henrique Esteves, o Diretor do Departamento de Inteligência de Segurança Pública, Delegado Jucelino Medeiros de Oliveira, o Diretor do Departamento de Gestão do Conhecimento para a Prevenção e Repressão à Corrupção, Delegado Jerônimo Pereira, o Coordenador do RS Na Paz, Delegado Carlos Alberto Santana da Rosa e a Coordenadora-Adjunta, Alineura Provenzi e o representante da Ouvidoria do Estado, Márcio Beck, a Corregedora-Geral do IGP, Andréa Brochier Machado, o Diretor Administrativo do IGP, Rodrigo Leffa Vieira, o Diretor-Substituto do Departamento de Identificação, Eduardo Stumvoll, a Diretora do Departamento Médico-Legal, Elisa Gallardo, o Diretor-Substituto do Departamento de Criminalística-Roque Degrazia Nadler, o Diretor-Substituto do Departamento de Pericias do Interior, Jackson Garrafiel Dombrowski, a representante da Reitoria da Pontifícia Universidade Católica, Rosemary Shinkay, a Pró-Reitora de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento, Carla Bonan e a Coordenadora Científica do Instituto de Bioética da PUC.
ASCOM/IGP-21/08/2014
 
IGP Automatiza Análises de DNA
Será amanhã, 21, ás 10h, no Departamento de Identificação, Av. Azenha, 255, a solenidade de implantação da automação no processamento de vestígios biológicos nos exames de DNA, da Divisão de Genética Forense, do Departamento de Perícias Laboratoriais, DPL, do Instituto-Geral de Perícias.
Com a conquista, o IGP passa a contar com mais uma poderosa ferramenta para a elucidação de crimes no Rio Grande do Sul. A nova plataforma de processamento contou com o apoio da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, SSP e teve um investimento em torno de R$ 250.000, 00 (duzentos e cinqüenta mil reais) do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
A ferramenta possibilita à Divisão de Genética Forense do DPL a ampliação da capacidade de comparar diversos perfis genéticos de cenas de crime e estabelecer autorias em comum, principalmente nos casos em que o agressor apresenta comportamento reincidente.
A implantação da automação nas análises de DNA permitirá à Divisão de Genética Forense do DPL/IGP o processamento de aproximadamente 3000 vestígios biológicos relativos a crimes, sem suposta autoria. Esses vestígios processados através da nova ferramenta poderão fornecer dados sobre a autoria através de sua caracterização genética e inserção dos perfis no sistema.
Desde 2000, o exame de DNA é utilizado como uma ferramenta poderosa para a elucidação de crimes no Rio Grande do Sul. Segundo os técnicos do Setor de Genética Forense, o processo teve uma evolução nos últimos meses, a partir da definição da Rede Integrada de Perfis Genéticos (RIBPG), e o início das inserções dos perfis genéticos de vestígios de local de crime no sistema Codis/RS. A metodologia colocou o Estado num novo patamar de investigação criminal científica.
O Rio Grande do Sul é membro da Rede Integrada do Banco de Perfis Genéticos, através do sistema CODIS, juntamente com os laboratórios do Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso do sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Polícia Federal.  
Para que o Banco de Perfis Genéticos possa gerar resultados cada vez mais eficazes se faz necessária a agilidade no processamento e inserção de dados. Com esse objetivo, o Instituto-Geral de Perícias, através do apoio da Secretaria de Segurança Pública, SSP, obteve a aprovação do projeto de implantação de automação no processamento de vestígios biológicos para fins de exame de DNA.
A implantação da automação repercutirá não apenas no aumento do número de perícias de DNA realizadas, mas também na agilidade e qualidade da resposta gerada por este órgão pericial no combate à impunidade.

ASCOM/IGP-20/08/2014

 
IGP Implanta Automação nas Análises de DNA
Na próxima quinta-feira, 21, o Instituto-Geral de Perícias, IGP, realiza a cerimônia de implantação da automação no processamento de vestígios biológicos nos exames de DNA, às 10h, na sede do Departamento de Identificação, Av. Azenha, 255, nesta Capital.  A conquista da nova plataforma de processamento contou com o apoio da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, SSP.
Com o reforço de novos equipamentos e insumos somado à utilização do Banco de Perfís Genéticos, a Divisão de Genética Forense do Departamento de Perícias Laboratoriais (DPL) do IGP amplia a capacidade de comparar diversos perfis genéticos de cenas de crime e estabelecer autorias em comum, principalmente nos casos em que o agressor apresenta comportamento reincidente.
A implantação da automação nas análises de DNA permitirá à Divisão de Genética Forense do DPL/IGP o processamento de aproximadamente 3000 vestígios biológicos relativos a crimes sem suposta autoria. A ferramenta possibilitará mais agilidade na análise de resultados e efetiva produção de laudos periciais.
O Rio Grande do Sul, através do DPL/IGP, é membro da Rede Integrada do Banco de Perfis Genéticos, através do sistema CODIS, juntamente com os laboratórios do Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso do sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Polícia Federal.  
Desde 2000, o exame de DNA é utilizado como uma ferramenta poderosa para a elucidação de crimes no Rio Grande do Sul. Segundo os técnicos do Setor de Genética Forense, do Laboratório de Perícias do IGP, da Secretaria de Segurança do Estado, o processo teve uma evolução nos últimos meses, a partir da definição da Rede Integrada de Perfis Genéticos (RIBPG), e o início das inserções dos perfis genéticos de vestígios de local de crime no sistema Codis/RS. A metodologia colocou o Estado num novo patamar de investigação criminal científica.
A conquista do Instituto-Geral de Perícias da plataforma de automação no processamento de vestígios biológicos nos exames de DNA possibilitará de forma cada vez mais qualificada o aumento dos índices de resolução de inquéritos policiais, especialmente em delitos de natureza sexual.
ASCOM/IGP-12/08/2014
 
Governo do RS investe 268 mil reais e amplia frota de veículos do IGP

O Governo do Estado do RS investiu R$ 268 mil na compra de duas viaturas de grande porte (Fiat Ducato) com capacidade para 10 passageirosImage cada, para utilização do Insituto-Geral de Perícias (IGP/RS). Uma delas já foi encaminhada ao Departamento de Criminalística e a outra ficará sob a responsabilidade do Departamento de Perícias do Interior (DPI).

Texto e fotos – Ascom IGP/RS       

 

 
Morre Isaac Kelbert, um dos pioneiros da Medicina Legal no RS
ImageFaleceu nesta quarta-feira (30), em Porto Alegre, aos 94 anos de idade, o perito médico legista Isaac Kelbert. Os atos fúnebres terão lugar na sala 3 do Crematório Metropolitano e a cerimônia de despedida às 10 horas da manhã desta quinta-feira (31).
Isaac Kelbert, nascido na Capital em 1º de janeiro de 1920, ajudou a fundar o Instituto Médico-Legal (IML), localizado no início da Avenida Osvaldo Aranha, fundos da Santa Casa de Misericórdia e defronte a Escola de Engenharia da UFRGS. Aposentado pelo Estado do RS desde 1977, Isaac Kelbert dedicou-se à atividade docente, formando gerações de médicos legistas, primeiro na própria Faculdade de Medicina da UFRGS e, mais tarde, lecionando também na PUCRS.
Em abril de 2012, Dr. Isaac foi agraciado com a Medalha do Mérito Pericial, conferida pelo IGP, pelos serviços prestados à Instituição.

Texto – Ascom IGP/RS
Foto – Arquivo Ascom IGP     
 
Seminário de Vigilância da Violência destaca papel da Sala Lilás em Santana do Livramento
Na última quarta-feira, 23, o Instituto-Geral de Perícias participou do Seminário de Vigilância da Violência na 19º Coordenadoria Regional de Educação, em Santana do Livramento. No evento foi salientado o papel da Sala Lilás na notificação da ocorrência, no encaminhamento adequado das mulheres em situação de violência e na sintonia com os outros órgãos da Secretaria de Segurança Pública e demais instituições do município.
Representaram o Instituto-Geral de Perícias (IGP) as servidoras Eleonora Machado, Coordenadora da Sala Lilás, em Santana do Livramento e a Técnica em Perícias Melissa Schuchuman. 
O Seminário foi coordenado por Tânia Drellerr do CEVS – Centro Estadual de Vigilância em Saúde e contou com participação de Tânia Santos, Márcia Fell e Andréia Volkmer.
ASCOM/IGP- 30/07/2014

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 8 de 1354

© 2014

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677/6675 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664