13 anos!
Home
InstitucionalServiços OnlineLegislaçãoFotosMapasImprensaFale Conosco
DML
DI
DC
Laboratório
DPI
AgendamentoCI
Documentos
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Emissão da GAD para Pagamento da Taxa da Carteira de Identidade
Site do Sistema de Informação ao Cidadão
Seminário Mulheres e a Segurança Pública
.
Consulta SPI
.
 Portal do Servidor - RHE
.
Expresso
.
Consultas Integradas
.

190

Disque Denúncia

RETRATO FALADO – A FISIONOMIA DO CRIME
Image
A jovem entra na Delegacia de Atendimento à Mulher para o registro da ocorrência. O olhar revela a perturbação de quem sofreu a violência contra a própria intimidade. As vítimas de violência sexual choram constantemente e mal conseguem responder às perguntas formuladas pelos agentes da Polícia Civil.

No Departamento Médico Legal (DML), à espera do exame de corpo de delito, realizado pelo perito médico legista, é na Sala Lilás, em ambiente criado para o acolhimento de mulheres vítimas de violência.

Enquanto isto, na Delegacia onde foi feito o registro, o titular aciona o Departamento de Criminalística do Instituto Geral de Perícias (DC-IGP/RS). Através de Ofício o delegado solicita o retrato falado do agressor. No depoimento, a jovem violentada revelou algumas lembranças em relação ao tipo físico, tatuagens e detalhes da figura do agressor.

Na data e hora marcadas, a jovem volta à Delegacia e lá está o fotógrafo criminalístico MAURANDREI MACHADO. Sobre a mesa um notebook aberto. OImage profissional do IGP parte do zero. As perguntas se multiplicam. Qualquer detalhe pode ajudar na composição daquele rosto. Porém, os olhos, o nariz, a boca, o formato do rosto, o tom de pele e o tipo de cabelo são fundamentais. Dependendo da dolorosa memória da vítima, Maurandrei recorre ao extenso Banco de Imagens, desenvolvido pela Polícia Federal e sujeito à ampliação, dependendo das fotos de infratores que sejam disponibilizadas. Atualmente são 9 mil imagens.
Pela descrição de cada detalhe ele oferece opções de imagens para escolha. Quais as que mais se aproximam às do homem que a atacou?
Tal qual um quebra-cabeças Maurandrei junta as peças, ajusta, submete à apreciação da jovem que, por vezes, se mostra ainda mais nervosa em função da semelhança que a imagem passa a ter com o autor da agressão sofrida.
A partir da fisionomia básica o photoshop entra em ação corrigindo os detalhes.
Pronto!
Nos quatro anos de dedicação à técnica do retrato falado, Maurandrei Machado se mostra gratificado pela contribuição decisiva que o trabalho dele vem dando à execução da Justiça.

O RETRATO FALADO DO IGP NA MÍDIA

ImageNesta sexta-feira, 27 de março, Maurandrei exercitou sua arte para milhões de gaúchos. Em dois programas de grande audiência na TV do Rio Grande do Sul o “fotógrafo das faces ocultas” detalhou a técnica que fundamenta o trabalho de todos os dias. Pela manhã, o jornalista MANOEL SOARES, da RBS TV comandou a reportagem que foi ao ar no Jornal do Almoço. O próprio repórter ficou espantado com a semelhança da figura elaborada pelo servidor do IGP.

No período da tarde foi a vez do jornalista TICIANO KESSLER, da BAND TV, realizar cobertura jornalística do fato. Ele ouviu a manifestação do diretor-geral do IGP, perito criminalístico CLEBER RICARDO TEIXEIRA MÜLLER a respeito deste e outros serviços que a Instituição presta à sociedade gaúcha, na área da Segurança Pública.
Logo depois, na própria sala dos fotógrafos criminalísticos, no Departamento de Criminalística, Maurandrei Machado reproduziu outra imagem, a partir das informações prestadas pelo próprio repórter, a título de simulação.

De acordo com o diretor-geral do IGP, “é preciso que a comunidade gaúcha confie no trabalho dos órgãos de Segurança Pública, Brigada Militar, Polícia Civil, IGP e Susepe, que realizam um trabalho integrado e com diretrizes bem articuladas pelo secretário Wantuir Jacini.
Quem sofrer esse tipo de agressão, não tenha medo, denuncie, leve ao conhecimento da autoridade policial. O DISQUE DENÚNCIA atende no telefone 181 e a identidade das vítimas é preservada – concluiu Cleber Müller.
Image
Texto e fotos – Norberto Peres em 27/03/2015          
 
DENTRE AS MULHERES DO IGP, ELA ABANDONOU A MATEMÁTICA E ABRAÇOU A FOTOGRAFIA
Quem observa o sorriso da fotógrafa criminalística MAIRA LEANDRA ALVES, nem imagina que ela viveu muito tempo solucionando “problemas”, lidandoImage com números, fórmulas e ensinando como aplicar o raciocínio lógico. A licenciatura em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), abriu caminho para a carreira docente. Ensinar matemática numa Escola Estadual parecia ser a carreira definitiva. Porém, a tecnologia digital e a capacidade de associar tudo isso à paixão pela imagem, e tudo o que ela é capaz de transmitir, mudaram definitivamente os rumos profissionais. E Maira acabou se dedicando à fotografia forense. E mais: o título de Mestra em Educação e Ciências Matemáticas, com a especialização, mais tarde, em arte fotográfica, transformou a servidora do IGP em professora universitária de Fotografia.

E, uma vez por semana ela viaja 400 Km, de Porto Alegre a Santa Cruz do Sul, ida e volta, para encontrar os alunos do curso superior de Fotografia da UNISC. Maira ama tudo o que faz e, pelo sorriso, dá pra perceber que está “BEM NA FOTO...”

Texto e foto – Norberto Peres – IGP em 27/03/2015                 
 
CURSO NACIONAL DE PERÍCIA TERMINOU HOJE EM PORTO ALEGRE
ImageA 7ª edição do curso de perícia em local de crime, integrado com Balística, Laboratório, Papiloscopia e Medicina Legal foi concluído na tarde desta sexta-feira, no auditório do IGP/RS, em Porto Alegre. As duas últimas palestras foram apresentadas ao longo do dia, com a participação do gaúcho RAFAEL SOCCOL e a abordagem dos Direitos Humanos. A apresentação de duas horas terminou às 10 horas da manhã. A partir daí, até o fim da tarde a perita SÔNIA BOCAMINO, de São Paulo, detalhou os aspectos mais importantes da BALÍSTICA FORENSE.

Após as 17 horas a coordenação do curso encaminhou a etapa de avaliação com prova escrita. Trinta e oito profissionais da perícia criminal e de outras áreas da Segurança Pública estiveram toda a semana em Porto Alegre, neste evento promovido pela Secretaria Nacional da Segurança Pública e a realização do Instituto Geral de Perícias (IGP/RS).

Texto e fotos – Norberto Peres – IGP em 27/03/2015       
 
Segurança Pública no Vale do Sinos mobiliza lideranças comunitárias em Novo Hamburgo
Image
Nesta quinta-feira (26), o secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini, participou de evento em Novo Hamburgo para tratar das novas políticas de segurança do Estado. O encontro, ocorrido na Sociedade Ginástica, foi promovido pelo movimento “Paz Novo Hamburgo”, composto por 40 entidades representativas do município.
O secretário defendeu a ideia da capacitação profissional e educação dos presos enquanto transitam entre os regimes aberto e semiaberto para que possam ser ressocializados. "Eles devem ser profissionalizados e estarem trabalhando. O erro do regime aberto é o não cumprimento daquilo que é previsto em lei”, enfatizou Jacini
A presidente do Movimento Paz Novo Hamburgo, Andreia Schneider, agradeceu a presença do secretário e apresentou as ações do movimento no município, que visa a retirada do presídio do município para um local mais apropriado. “Entregamos a avaliação que fizemos do local e queremos estabelecer uma parceria com o governo do Estado, no intuito de garantir as condições adequadas, de acordo com a legislação”, disse.

Antes do evento com as lideranças comunitárias do Vale do Rio dos Sinos, o secretário Jacini coordenou reunião de trabalho junto ao gabinete doImage presidente da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, debatendo com representantes da Brigada Militar, comandante-geral e comando local, Polícia Civil e os delegados regionais e a Superintendente da Susepe, Marli Stock. O diretor-geral do IGP, perito criminalístico CLEBER RICARDO TEIXEIRA MÜLLER participou do encontro acompanhado dos diretores dos departamentos de Criminalística, Paulo Ricardo Frank e Médico-Legal, Luciano Haas, bem como dos assessores mais próximos das divisões operacionais do IGP, inclusive da região.

Mais tarde, a agenda do diretor geral do IGP constou de uma visita ao Posto Médico-Legal (PML), Posto de Identificação e de Criminalística de Novo Hamburgo. Em cada unidade, Cleber Müller inspecionou as instalações, conversou diretamente com os servidores e recebeu as demandas.
De volta a Porto Alegre, durante duas horas, a direção do IGP/RS esteve reunida no gabinete para avaliação dos primeiros 100 dias da Instituição no novo Governo.

Texto – Cristiane Viegas – SSP e Norberto Peres – IGP em 26/03/2015
Fotos – Norberto Peres      
 
ATIVIDADES LABORATORIAIS E INFORMÁTICA FORENSE: O PENÚLTIMO DIA DO CURSO NACIONAL DE PERÍCIA EM POA
ImageO quarto e penúltimo dia de atividades do CURSO DE PERÍCIA EM LOCAL DE CRIME, INTEGRADO COM BALÍSTICA, LABORATÓRIO, PAPILOSCOPIA E MEDICINA LEGAL – 7ª edição, foi realizado nesta quinta-feira (26), no auditório da sede administrativa do IGP, em Porto Alegre. Na parte da manhã, os 38 profissionais de quase todo o Brasil acompanharam a palestra gaúcha MARIA CRISTINA FRACK, mestra em Ciências Farmacêuticas com especialização em Biologia e Genética Forense. O tema abordado foi ‘ATIVIDADES LABORATORIAIS’.
 
 
 
No período da tarde o grupo recebeu o paranaense RODRIGO LANGE, que falou sobre INFORMÁTICA e as aplicações na atividade pericial.Image
O curso termina amanhã coma realização de duas palestras: das 8 às 10 horas uma abordagem sobre DIREITOS HUMANOS e o restante do tempo, até as 18h15min, a BALÍSTICA FORENSE. O período de avaliação e encerramento se estenderá até as 19h15min.

Texto e fotos – Norberto Peres Ascom e ST – IGP/RS em 26/03/2015     
 
COLETIVA DE IMPRENSA DO IGP
DATA – 27/03/2015
HORA – 10 HORAS
LOCAL – SALA DE IMPRENSA DO DCCI
ENDEREÇO – RUA VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA, 1358 2º ANDAR
TEMA – RETRATO FALADO

A DIREÇÃO GERAL DO IGP, NA PESSOA DO PERITO CRIMINALÍSTICO CLEBER RICARDO TEIXEIRA MÜLLER CONVIDA PARA A COLETIVA DE IMPRENSA A SER REALIZADA NESTA SEXTA-FEIRA,  DIA 27 DE MARÇO, ÀS 10 HORAS, NA SALA DE IMPRENSA DO DEPARTAMENTO DE COMANDO E CONTROLE INTEGRADO DA SSP – RUA VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA, 1358, 2º ANDAR – ALA NORTE.
NA OPORTUNIDADE ESTARÁ PRESENTE O FOTÓGRAFO CRIMINAL MAURANDREI MACHADO, ESPECIALIZADO NA ELABORAÇÃO DE RETRATO FALADO A PARTIR DAS INFORMAÇÕES DA VÍTIMA.
ALÉM DO FUNCIONAMENTO DO SOFTWARE E AS TÉCNICAS EMPREGADAS ELE APRESENTARÁ “CASES” EM QUE O RETRATO FALADO FOI DECISIVO
NA IDENTIFICAÇÃO DE INDIVÍDUOS INFRATORES. MAURANDREI MACHADO É FOTÓGRAFO CRIMINAL DO DEPARTAMENTO DE CRIMINALÍSTICA DO IGP (DC-IGP/RS).

NORBERTO PERES – COORDENADOR DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
SOCIAL DO IGP/RS em 25/03/2015   
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 8 de 1499

© 2015

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664